Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Código de hackers russos é achado em empresa de energia nos EUA

Malware atribuído a uma campanha de ataques cibernéticos russos foi encontrado em laptop de uma distribuidora no Estado de Vermont

Por Da redação - Atualizado em 31 dez 2016, 13h02 - Publicado em 31 dez 2016, 12h42

Um código associado a uma campanha russa de ataque cibernético foi encontrado em um laptop ligado a uma empresa de fornecimento de energia do Estado americano de Vermont. As informações foram divulgadas nesta na sexta-feira pela companhia, segundo a qual o computador não estava conectado à sua rede. “Tomamos ação imediata para isolar o laptop e alertamos autoridades federais sobre essa descoberta”, afirma o Departamento de Eletricidade de Burlington em comunicado publicado no site da empresa.

“Nossa equipe está trabalhando com autoridades federais para rastrear esse ‘malware’ e impedir que outras tentativas de invadir nossos sistemas sejam bem-sucedidas. Alertamos as autoridades do Estado e vamos apoiar totalmente as investigações”, diz a nota. O Departamento de Segurança Nacional avisou na quinta-feira as empresas públicas sobre um novo código de “malware” (nome dado a programas criados para infectar sistemas) usado na campanha russa de ataques cibernéticos.

“Agimos rapidamente para verificar todos os computadores do nosso sistema para rastros do ‘malware’. Nós o detectamos em um único laptop do Departamento Elétrico de Burlington, não conectado à rede da nossa organização”, afirma também o comunicado.

A aparição do código no laptop pode ter sido resultado de um episódio relativamente benigno, como a visita a um website suspeito, disse à agência de notícias Reuters uma fonte próxima ao assunto, sugerindo que hackers russos podem não estar diretamente envolvidos. Não ficou claro quando tal incidente teria ocorrido.

Publicidade

Na quinta-feira, o presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou a expulsão de 35 supostos espiões russos e impôs sanções a duas agências de inteligência da Rússia por causa do suposto envolvimento na invasão de sistemas de grupos políticos americanos durante a eleição presidencial de 2016.

Na sexta-feira, o  jornal The Washington Post publicou reportagem dizendo que hackers russos invadiram a empresa de Vermont. Autoridades governamentais e das companhias monitoram com regularidade os sistemas elétricos da nação, porque eles são altamente computadorizados. Assim, qualquer problema pode ter graves implicações para os serviços médicos e de emergência, de acordo com o jornal.

(Com agência Reuters)

Publicidade