Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cinco membros dos Médicos Sem Fronteiras desaparecem na Síria

Organização disse que voluntários foram levados de uma casa e não entraram mais em contato. Não se sabe se o governo ou os rebeldes estão envolvidos

A organização Médicos Sem Fronteiras comunicou nesta sexta-feira que cinco de seus voluntários desapareceram na região norte da Síria. Por meio de um comunicado, o grupo disse que perdeu o contato com os membros e está buscando “todas as autoridades relevantes” para resolver a situação. Os detalhes sobre a nacionalidade dos voluntários, a função exercida por eles no país e quem estaria por trás do desaparecimento não foram revelados. No entanto, segundo o Le Monde, entre o grupo de desaparecidos estariam cidadãos alemães, franceses e um espanhol.

Leia também:

Operação para destruir armas químicas sírias está atrasada

Segundo a ONG, os cinco membros teriam sido levados para prestar um depoimento, mas nenhum contato com os responsáveis pela organização foi feito desde então. Os Médicos Sem Fronteiras não possuem a autorização do regime de Bashar Assad para distribuir ajuda pelo país, que enfrenta uma guerra civil há quase três anos. Não se sabe até o momento se os voluntários foram levados por membros das forças rebeldes ou governistas.

Embora o regime de Assad ainda controle alguns territórios ao norte da Síria, os rebeldes, incluindo extremistas islâmicos, conseguiram conquistas expressivas na região. Os Médicos Sem Fronteiras operam em territórios controlados por rebeldes e mantêm voluntários em seis hospitais e quatro centros de saúde do norte da Síria.

Saiba mais:

Brasileira relata trabalho humanitário em campo de refugiados sírios

De acordo com dados levantados pela ONU, a guerra civil síria já deixou mais de 100 000 mortos. Um documento assinado pela organização em novembro atestou que doze de seus funcionários e 32 voluntários de uma organização humanitária síria foram mortos no conflito. Outros 21 profissionais ligados à ONU estão detidos no país.

Vídeo: Membros dos Médicos Sem Fronteiras desaparecem na Síria

(Com agência Reuters)