Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cinco brasileiros eleitos para cargos públicos em votação regional nos EUA

Margareth Shepard, Rita Mendes e Stephanie Martins foram eleitas vereadoras; Priscila Sousa e Marcony Almeida ganharam disputa para comitês escolares

Por Caio Mattos 6 nov 2019, 19h21

Pelo menos cinco brasileiros foram eleitos para cargos públicos nas eleições regionais de Massachusetts, nos Estados Unidos, realizadas nesta terça-feira 5.

Na cidade de Framingham, a menos de 40 quilômetros a oeste da capital Boston, as brasileiras Margareth Shepard e Priscila Sousa foram eleitas, respectivamente, para Câmara Municipal e para um comitê escolar.

Shepard estava concorrendo à reeleição. No final de 2017, ela foi ganhou sua primeira eleição e se consagrou como a primeira vereadora brasileira nos Estados Unidos.

Em depoimento a VEJA, ela contou sua trajetória no país como faxineira até se tornar vereadora. “Política não é meio de vida. Eu, por exemplo, jamais deixei de ser faxineira. Continuarei com a mão na massa”. disse.

Continua após a publicidade

Os brasileiros Stephanie Martins e Marcony Almeida, de Maceió, também conseguiram se eleger na cidade de Everett, que fica 70 quilômetros ao norte de Boston.

Martins conquistou um lugar na Câmara Municipal como vereadora e Almeida ganhou o pleito para integrar o comitê escolar da cidade. Assim como Priscila Sousa, Marcony não enfrentou nenhum concorrente.

Além dos quatro, Rita Mendes foi eleita vereadora em Brockton, cidade de quase 100.000 habitantes ao sul de Boston.

Conhecido por sediar algumas das melhores universidades do mundo, como a Universidade de Harvard e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), o estado de Masschusetts é um dos mais ricos dos Estados Unidos, com o segundo maior PIB per capita do país em 2018 atrás apenas de Nova York.

Embora os resultados sejam preliminares, os órgãos municipais responsáveis pelos pleitos em Framingham, Everett e Brockton confirmaram a VEJA que a divulgação oficial deve diferir em número de votos, mas não o suficiente para alterar a eleição dos cinco brasileiros.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês