Clique e assine com até 92% de desconto

CIDH pede informações ao governo chileno sobre violência em manifestação

Por Claudio Santana 6 ago 2011, 21h54

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) informou neste sábado que solicitou informações ao governo do Chile sobre os episódios de violência durante um protesto estudantil na quinta-feira passada, na qual houve “uso desproporcional da força” contra os manifestantes.

A Comissão, submetida à Organização dos Estados Americanos (OEA), manifestou em um comunicado a sua “preocupação” com os “graves episódios de violência” na manifestação de quinta-feira na capital Santiago, que terminou com mais de 800 detidos e cerca de cem feridos.

“A CIDH solicitou informações ao Estado sobre estes fatos”, ressaltou o texto.

Há dois meses estudantes chilenos protestam por melhorias na educação pública, apesar da proibição do governo.

Na quinta, “as forças de segurança utilizaram homens a pé, a cavalo e em veículos, que agrediam os manifestantes e utilizaram bombas de gás lacrimogêneo e jatos d’água”, ressaltou a CIDH.

Os estudantes devem realizar uma nova marcha no domingo, desta vez autorizada pelo governo municipal de Santiago.

Continua após a publicidade
Publicidade