Clique e assine com 88% de desconto

Cidade na Itália oferece casas por apenas 4 reais

Em Bivona, no coração da Sicília, governo cria incentivos fiscais a quem quiser comprar uma propriedade por apenas 1 dólar para lutar contra o êxodo rural

Por Da Redação - 26 nov 2019, 13h01

O sonho de escapar do caos urbano e ter uma propriedade em alguma das pequenas cidades no coração da Itália parece mais acessível que nunca – e custa apenas 1 dólar. A moeda americana pode até ter chegado no valor mais alto da história nesta semana, mas a partir desta terça-feira, 26, em Bivona, na Sicília, com apenas 4,20 reais é possível comprar uma casa.

Esta não é a primeira cidadezinha a diminuir as restrições e oferecer incentivos fiscais a quem quiser comprar uma propriedade vazia e em ruínas para renová-la e investir na região. Os jovens da Itália rural têm abandonado a vida no campo em busca de melhores oportunidades em grandes centros urbanos, deixando as cidades despovoadas.

A cidade de Bivona viu sua população reduzida à metade nos últimos 40 anos, e hoje conta com apenas 3.800 habitantes. A iniciativa almeja um retorno à Renascença, quando era povoada por mais de 8.000 pessoas. Para isso, além de exigir a reforma das casas compradas, o governo local pede um depósito de garantia para quem se mudar para lá.

Outras regiões, como as comunidades sicilianas de Mussomeli e Cammarata, exigiram que os compradores de casas antigas fizessem um depósito de outros 5.500 dólares, reembolsados se iniciarem reformas em três anos. Enquanto isso, na região de Molise, autoridades locais exigem que novos moradores abram um negócio, a troco de 700 dólares de mesada.

Publicidade

Em Bivona, o esquema é um pouco mais relaxado, segundo a emissora americana CNN. O governo está pedindo uma garantia de 2.750 dólares e estendeu o período obrigatório de renovação para quatro anos. Mas o trabalho pode ser duro: enquanto algumas das casas precisam de reparo mínimo, outras estão em mau estado, com apenas paredes de pedra.

Algumas das casas à venda têm dois andares e variam entre 50 e 120 metros quadrados. Muitas vezes, os pisos térreos eram anteriormente estábulos de animais, enquanto os andares superiores eram alojamentos para famílias. As opções serão publicadas no site da cidade, juntamente com mapas, detalhes e fotos.

Apesar de um verdadeiro salto de fé, a oferta de Bivona é mais que tentadora. Com pratos tradicionais como a “pasta ‘ncasciata” – uma massa feita com brócolis, molho de tomate e queijo pecorino –, paisagens que tiram o fôlego com seus vales verdes pontilhados de oliveiras, laranjeiras e pessegueiros brancos, além da ausência de poluição e ruídos, a Sicília é o destino perfeito para quem deseja escapar para sempre do caos das cidades.

Publicidade