Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ciclone ameaça Índia e Bangladesh e aumenta o risco de Covid-19

No caminho da tempestade, que pode tocar o solo no fim de semana, existem áreas densamente povoadas e pobres, além do maior campo de refugiados do mundo

Por Da Redação - 18 Maio 2020, 13h17

Um ciclone com ventos acima dos 250 quilômetros por hora ameaça regiões pobres e densamente povoadas na Índia e Bangladesh. A tempestade Amphan poderá tocar o solo no fim de semana, levando milhares de pessoas a buscarem refúgio em abrigos lotados, aumentando a chance de contaminação por Covid-19.

Dentro do caminho do ciclone também há o maior campo de refugiados do mundo em Bangladesh, na onde cerca de 1 milhão de Rohingyas, a minoria muçulmana de Myanmar, vivem após terem sido expulsos do país. O campo localizado na cidade de Cox’s Bazar registrou os primeiros casos de Covid-19 entre os refugiados.

A ameaça representada pelo ciclone Amphan testa o poder das autoridades em conciliar o distanciamento social com o procedimento padrão em caso de desastres naturais. Normalmente, as pessoas se reúnem em abrigos após as chuvas até que suas casas ou sejam liberadas ou reconstruídas. Esses centros podem ter milhares de pessoas se aglomerando, dando à Covid-19 ambiente propício para a propagação.

ASSINE VEJA

Covid-19: Amarga realidade As cenas de terror nos hospitais públicos brasileiros e as saídas possíveis para mitigar a crise. Leia nesta edição.
Clique e Assine

As Filipinas passaram por esse processo. Uma tempestade que atingiu o centro do arquipélago levou 140.000 pessoas a buscarem refúgio, enquanto as autoridades tentavam aplicar as regras de distanciamento, distribuindo equipamentos de segurança, como máscaras.

Continua após a publicidade

O estado indiano de Odisha colocou 12 cidades em alerta máximo, enquanto o estado de Bengala do Oeste, que faz fronteira com Bangladesh, soou o alarme de ciclone em seis cidades litorâneas. A Força Nacional de Resposta a Desastres (NDRF) indiana disse que mobilizou dez times de auxílio para Odisha e mais sete para Bengala do Oeste, com o objetivo de iniciar os procedimentos de desocupação das áreas de risco.

Na Índia, foram identificados novos 5.000 casos de Covid-19 em um único dia, o maior número no país desde que a pandemia teve início, elevando o total a 97.577. Já em Bangladesh foram registrados novos 1.273 casos nesta segunda-feira, 18, com o total de 23.870 infectados.

Publicidade