Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuvas deixam 95 mortos e 45 desaparecidos na China

Pequim, 23 jul (EFE).- As fortes chuvas registradas na China nos últimos três dias já causaram 95 mortes e deixaram 45 pessoas desaparecidas, informou nesta segunda-feira o Ministério de Assuntos Civis chinês.

As tempestades, que só em Pequim causaram 37 mortes, afetaram mais de seis milhões de pessoas e obrigaram as autoridades a ordenar a evacuação de 567 mil pessoas de áreas de risco, segundo dados de diferentes províncias recolhidos nas últimas horas pelo ministério e divulgados pela agência oficial ‘Xinhua’.

Mais da metade das 30 divisões administrativas da China sofreram danos causados pelas chuvas, que também provocaram a derrubada de 29 mil casas e afetaram outras 55 mil residências.

Pequim e a província de Hebei foram as zonas mais atingidas pelas chuvas torrenciais, e ainda há equipes de resgate trabalhando em busca de desaparecidos.

As precipitações registradas no sábado em Pequim e arredores duraram 20 horas, acumulando 170 milímetros de água por metros cúbicos. Em alguns pontos, porém, como no distrito suburbano de Fangshan, as chuvas chegaram a registrar 460 milímetros de acúmulo.

As tempestades, as piores registradas em seis décadas na capital, provocaram blecautes ao inundar instalações de abastecimento de energia e causaram o cancelamento de mais de 500 voos, de acordo com a agência ‘Xinhua’.

Diante dos danos pessoais e materiais, a imprensa estatal destacou a necessidade de uma melhoria do sistema de águas e esgoto da capital, cujas condições estão ‘muito abaixo’ em comparação com as de outros países em desenvolvimento. EFE