Clique e assine com até 92% de desconto

Choques se intensificam nas imediações do Ministério do Interior egípcio

Por Da Redação 5 fev 2012, 04h42

Cairo, 5 fev (EFE).- Os choques entre manifestantes e policiais nas imediações do Ministério do Interior, no centro do Cairo, se intensificaram nas últimas horas depois que uma tentativa para conseguir uma trégua fracassou.

No começo desta manhã, a Polícia continuava disparando gás lacrimogêneo na rua Mansur contra os manifestantes, que respondiam com pedras, segundo pôde constatar a Agência Efe.

Durante a noite passada, os manifestantes, a maioria jovens torcedores do clube de futebol Al Ahly, lançaram rojões e fogos de artifício contra a barreira policial que impede a passagem ao Ministério do Interior.

Na rua Nubar, paralela a Mansur, alguns policiais repunham forças esta manhã à espera de substituir seus companheiros situados na linha de frente, enquanto vários agentes voltavam da primeira linha de luta com sintomas asfixia pelos gás lacrimogêneo que eles mesmos lançam.

Segundo a última apuração do Ministério da Saúde, divulgado no sábado, pelo menos 12 pessoas morreram desde o início dos distúrbios a noite da quinta-feira passada no Cairo e em Suez.

O recrudescimento dos choques nas últimas horas acontece depois que vários grupos de jovens, partidos e personalidades intermediassem de forma infrutífera para conseguir uma trégua entre os adversários na capital.

Esta nova onda de violência no Egito explodiu depois da tragédia da quarta-feira passada no estádio de Port Said (nordeste), quando mais de 70 pessoas morreram em uma selvagem batalha entre torcedores do Al Ahly do Cairo e do time local, Al Masry. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade