Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Choques entre manifestantes e policiais se agravam no Bahrein pelo 4º dia

Manama, 18 dez (EFE).- Os choques entre manifestantes e policiais se agravaram neste domingo no Bahrein após a morte de outra pessoa e da tentativa dos opositores de organizar uma manifestação por reformas democráticas no país.

Pelo quarto dia consecutivo, a polícia enfrentou centenas de manifestantes que protagonizavam um ato na estrada de Budaiya, em uma região de maioria xiita.

Um homem chamado Abid Ali al Mowali foi enterrado neste domingo no povoado de Maksha após morrer em circunstâncias pouco claras.

Segundo os opositores, Al Mowali perdeu a vida pelo efeito do gás lacrimogêneo que foi disparado perto de sua casa enquanto a polícia tentava reprimir as manifestações na área.

No entanto, as autoridades apontaram que sua morte está ligada a uma longa doença.

Os distúrbios começaram na quinta-feira à noite após a morte do jovem Ahmad Radi al-Qassab, de 22 anos, que foi atropelado quando supostamente era perseguido pelas forças de segurança.

Os manifestantes alegaram que Al Qassab, que participava ativamente dos protestos, estava sendo perseguido pela polícia, acusação que foi negada pelas autoridades.

Os funerais das duas vítimas atraíram inúmeras pessoas ao local e os manifestantes organizaram um ato na estrada, que foi reprimido pelas forças de ordem.

O Bahrein é um pequeno reino no Golfo Pérsico com uma maioria xiita de 70% da população e que desde 14 de fevereiro vem sendo palco de uma série de protestos em reivindicação por reformas democráticas à minoria sunita que governa o país. EFE