Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

China tem 57 novos casos de Covid-19 e teme segunda onda do vírus

Surto foi contabilizado em um dos maiores mercados atacadistas de Pequim

Por Da Redação 14 jun 2020, 12h22

A China informou na noite deste sábado, 13, que detectou novos 57 casos do novo coronavírus no país. O número é o maior contabilizado diariamente desde abril. O aumento, segundo a Comissão Nacional de Saúde, foi em razão a um surto em um dos maiores mercados atacadistas de Pequim. 

Um total de 45 pessoas entre 517 testadas no mercado Xinfadi, por onde passam 80% das verduras, legumes e da carne consumida pela população local. O plano é que nos próximos dias, cerca de 10 mil funcionários sejam testados. O medo por uma segunda onda do vírus fez a capital chinesa decretar lockdown em 11 bairros ao redor do mercado. 

Mercados foram fechados, aulas em escolas e jardins de infância estão sendo adiados, além de eventos esportivos, refeições em grupo e grupos de excursão entre províncias serem interrompidos.

O surto de coronavírus na China, que teve seu epicentro na cidade de Wuhan, foi controlado após uma série de nedidas severas implantadas na quarentena. Mais de 4,6 mil pessoas morreram no país. 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade