Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

China registra 73 novas mortes por coronavírus e número total chega a 636

Novo relatório de autoridades chinesas mostra que passam de 31 mil os casos confirmados na China, sendo mais de 4.800 em estado grave

Por Da Redação 7 fev 2020, 00h47

O número de mortos em decorrência do novo coronavírus subiu para 636, confirmaram as autoridades chinesas em balanço divulgado nesta sexta-feira, 7. Entre as vítimas fatais está o médico que alertou sobre o surto. Além disso, somente na China, são 31.161 pessoas infectadas pela doença.

Nas últimas 24 horas, foram 73 vítimas fatais, sendo que 69 na província de Hubei, epicentro do surto. O relatório da Comissão Nacional de Saúde mostrou que no mesmo período foram diagnosticados 3.143 novos casos da doença.

Entre os contaminados no território chinês, mais de 4.800 estão em estado grave. As autoridades loais acreditam que o número de diagnósticos positivos deve crescer significativamente, pois há mais de 26.000 pessoas com suspeita de terem contraído o vírus.

Fora da China continental, foram confirmados mais de 240 casos da doença em cerca de 30 países. Milhares de turistas e tripulantes estão presos em cruzeiros na Ásia.

No Japão, 3.700 pessoas de dezenas de nacionalidades devem ficar em quarentena por 14 dias no cruzeiro “Diamond Princess” depois que foram confirmados 61 casos a bordo.

Em Hong Kong, 3.600 pessoas também passam pela mesma situação no cruzeiro “World Dream”, depois que três passageiros tiveram resultado positivo para o novo coronavírus.

Segundo as autoridades japonesas, um outro caso foi detectado a bordo de outro navio, o “Westerdam”, que navegava rumo ao Japão.

Continua após a publicidade

Já no Brasil, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira, 6, pelo Ministério da Sáude, o número de casos suspeitos da doença caiu para nove. Os quadros atuais estão nos estados de Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), Rio Grande do Sul (3), Santa Catarina (1) e São Paulo (3). Desde ontem, três casos — dois no Rio Grande do Sul e um em São Paulo — foram descartados. Nesse período, um novo paciente foi registrado em Minas Gerais.

Voos suspensos

Várias companhias aéreas suspenderam os voos para a China continental. United Airlines e American Airlines também cancelaram os voos para Hong Kong e a Indonésia bloqueou milhares de turistas chineses em Bali ao suspender as conexões aéreas.

Air France e KLM anunciaram nesta quinta-feira a prorrogação até 15 de março da suspensão de seus voos à China continental, prevista a princípio até 9 de fevereiro.

As autoridades de Hong Kong fecharam na prática todas as passagens de fronteira com o restante do país. A partir de sábado, o território colocará em isolamento por duas semanas todas as pessoas procedentes da China continental.

As operações de repatriação também prosseguem: dois aviões militares brasileiros decolaram com destino a Wuhan para resgatar cidadãos do país, assim como outros dois aviões americanos devem fazer o mesmo na sexta-feira.

Embora os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 tenham demonstrado preocupação quanto a doença na última quarta, o grupo informou na quinta que o evento esportivo acontecerá normalmente.

A taxa de mortalidade do novo coronavírus, de aproximadamente 2%, ainda é considerada mais branda que a Sars, que matou 774 pessoas em todo o mundo entre 2002 e 2003.

(com AFP)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês