Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China proíbe fumo em locais públicos de Pequim

Multa para estabelecimentos que não respeitarem a nova lei pode chegar a 5 mil reais

Entrou em vigor nesta segunda-feira uma lei que pretende acabar com os cigarros em lugares públicos de Pequim. A partir de agora, lojas, restaurantes e outros estabelecimentos que desrespeitarem a lei antifumo poderão ser multados em 10.000 iuanes (cerca de 5.000 reais) e os fumantes pegos em flagrante podem levar multas de 200 iuanes (cerca de 100 reais). O tabaco também fica proibido em certos espaços ao ar livre, como os estabelecimentos escolares, esportivos ou os hospitais.

LEIA TAMBÉM:

Confira imagens: Dia Mundial sem Tabaco

China proíbe membros do governo de fumar em público

A nova lei na capital chinesa foi inspirada nas medidas antitabaco dos países desenvolvidos. Qualquer pessoa que descumpra a lei por três vezes também será submetida à vergonha de ser identificada em um site do governo.

Ativistas em prol da saúde vêm pressionando há anos o governo chinês por restrições mais fortes sobre o tabagismo na China, maior consumidor de fumo do mundo, e agora o país está estudando adotar novas restrições ao cigarro em nível nacional. Mais de um terço dos cigarros fabricados no mundo são consumidos na China, onde o produto é barato – um maço de cigarro custa em torno de 5 iuanes, ou cerca de 2,50 reais. O país conta com mais de 300 milhões de fumantes.

As consequências do excessivo consumo de cigarro são dramáticas: a cada 30 segundos, uma pessoa morre na China por conta do tabagismo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A proibição de cigarros em locais públicos de Pequim funcionará como experiência para uma possível extensão da lei em nível nacional.

(Da redação)