Clique e assine a partir de 8,90/mês

China: Polícia investiga creche onde crianças têm marcas de agulhas

Pais dizem também que crianças são obrigadas a ingerir pílulas brancas desconhecidas antes da hora do descanso

Por Da redação - Atualizado em 23 nov 2017, 12h42 - Publicado em 23 nov 2017, 12h23

A polícia da China investiga a RYB Education Kindergarten, uma conhecida creche localizada em Pequim, por um possível caso de abuso de menores, depois que diversos pais encontraram marcas nos corpos de seus filhos, informou nesta quinta-feira a imprensa local.

Dezenas de pais se queixaram que seus filhos poderiam estar sendo alvo de abusos, inclusive sexuais, depois de encontrar marcas de agulhas e de confirmar com eles que frequentemente são obrigados a tomar “pílulas brancas desconhecidas”.

“O meu neto tem três anos e meio. Encontramos marcas de agulhas em suas coxas e em suas nádegas. Estou muito aborrecido e literalmente tremendo”, declarou o avô de uma das possíveis vítimas ao jornal local The Beijing News.

A criança contou que seu professor ameaçou dar-lhe “um tapa” se ele “não tirasse uma soneca”. Outra criança relatou que tomava uma “pílula branca” antes da hora do descanso todos os dias.

Na terça-feira, os pais se reuniram em frente ao portão da creche para exigir uma análise completa das alegações. A escola informou que está cooperando com as investigações.

Ainda não há uma conclusão do caso, mas a polícia local informou que está verificando os vídeos das câmeras de segurança.

A creche pertence à multinacional RYB, na área de Guanzhuang, do distrito de Chaoyang, em Pequim.

 (Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade