Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China pede ao Irã maior cooperação com a AIEA

A China pediu nesta terça-feira que o Irã coopere mais com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão de inspeção nuclear da ONU. Na segunda-feira, um relatório confidencial da AIEA apontou que o Irã está preparando um equipamento extra para enriquecer urânio em grau mais elevado.

O país teria produzido pelo menos 5,7 quilos de urânio enriquecido a 20% até o início de abril, destinados, segundo Teerã, ao reator nuclear de pesquisas. “Temos a esperança de que o Irã reforce a cooperação com a AIEA e possa resolver as questões pendentes o mais rápido possível”, declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Ma Zhaoxu.

Acordo – O acordo firmado com o Brasil no último dia 16 estabelecia que o urânio iraniano seria enriquecido a 20% em solo turco, e só depois devolvido a Teerã. Mais uma vez, o país ratifica seu longo histórico de desrespeito a compromissos fechados em negociações multilaterais na questão nuclear. A AIEA segue preocupada com o trabalho em andamento no país para desenvolver carga nuclear útil para um míssil.

As conclusões da agência devem aumentar as preocupações das potências ocidentais de que o Irã está tentando secretamente desenvolver armas nucleares através de seu programa atômico. Teerã nega a acusação e diz que seu programa se destina a fins pacíficos.

(Com agência France-Presse)