Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

China isola duas cidades na tentativa de conter coronavírus

Medida atinge 18,5 milhões de pessoas; transporte público foi suspenso e saída de trens e voos, proibida

Por Da Redação Atualizado em 23 jan 2020, 14h48 - Publicado em 23 jan 2020, 09h03

A China colocou nesta quinta-feira, 23, duas cidades em isolamento em uma tentativa de conter a propagação do novo coronavírus. O surto da infecção já provocou dezessete mortes no país. Mais de quinhentas pessoas estão contaminadas e casos também foram registrados no Japão, Coreia do Sul, Tailândia e Estados Unidos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) se reúne nesta quinta para decidir se declara “emergência internacional” por causa do surto.

As cidades de Wuhan, onde surgiram os primeiros casos da doença, e a vizinha Huanggang tiveram o transporte público suspenso e diversos espaços públicos fechados. A saída de trens e voos foi proibida. Os moradores não poderão deixar as cidades sem uma razão específica. A medida do governo chinês atinge 18,5 milhões de pessoas – 11 milhões em Wuhan e 7,5 milhões em Huanggang.

A decisão acontece dois dias antes do início do Ano Novo Lunar, comemorado no sábado, um feriado nacional importante. Na data, milhões de chineses devem viajar dentro da China e também para o exterior.

O bloqueio nas cidades foi considerado uma medida “correta” pelo diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Ele acredita que a quarentena vai ajudar a reduzir o risco de contaminação mundial.

  • (Com AFP e Agência Brasil)

    Continua após a publicidade
    Publicidade