Clique e assine a partir de 9,90/mês

China diz que nova lei do Japão vai “complicar” a região

O Japão aprovou uma mudança constitucional que permite que seu Exército atue em missões no exterior, algo que era proibido desde o fim da II Guerra Mundial

Por Da Redação - 17 jul 2015, 09h44

O ministro da Defesa da China, Chang Wanquan, disse nesta sexta-feira ao chefe do Conselho de Segurança Nacional do Japão que a legislação japonesa que permitirá o envio de soldados para lutar no exterior pela primeira vez desde a II Guerra Mundial iria “complicar” a segurança regional.

As relações sino-japonesas, por muito tempo abaladas pelas lembranças da invasão do Japão durante a guerra e a disputa por ilhas no Mar do Leste da China, melhoraram desde que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, se encontrou com o presidente chinês, Xi Jinping, numa cúpula Ásia-Pacífico, em Pequim, em novembro.

Leia também

Deputados japoneses aprovam lei que pode pôr fim ao pacifismo do pós-guerra

Continua após a publicidade

Jornalista japonês desaparece na Síria e pode ter sido sequestrado pelo EI

Japão vai confiscar passaportes de pessoas que tentem viajar a áreas de risco

A legislação, aprovada na Câmara Baixa do Parlamento do Japão na quinta-feira, elimina a proibição de participação em combates para defender um país amigo, como os Estados Unidos. “É um movimento sem precedentes”, disse o chinês Wanquan. “Essa iniciativa terá uma influência complicada na segurança e na estabilidade estratégica regional”, afirmou o ministro.

(Com agência Reuters)

Publicidade