Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Chile registra novo ataque incendiário em região onde bombeiros foram enterrados

Por Por Miguel Sánchez 8 jan 2012, 16h47

Encapuzados incendiaram uma fazenda e atiraram contra policiais, em dois ataques na região de Araucanía, sul do Chile, em uma área de conflito mapuche (maior etnia chilena), onde foram enterrados neste domingo sete bombeiros mortos em um incêndio florestal.

No primeiro ataque deste domingo, “cinco encapuzados incendiaram a sede, outras casas menores, e instalações dentro da fazenda La Marina”, de propriedade de um militar aposentado, disse Iván Vega, chefe de polícia da província de Malleco, à rádio Biobío.

Segundo Vega, o caseiro e a mulher foram ameaçados com armas de fogo. “Disseram que a briga não era com ele, e incendiaram a casa.”

O segundo ataque aconteceu perto da localidade de Pidima, onde “um grupo indeterminado de encapuzados atacou com armas de fogo policiais que vigiavam uma propriedade”, informou uma fonte policial, que pediu para não ser identificada. A investida não deixou feridos, mas os veículos policiais e um do canal chileno Megavisión foram atingidos por tiros, segundo imagens divulgadas pela imprensa local.

Os dois ataques aconteceram em uma área habitada por comunidades mapuche, que, desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), exigem a devolução de terras que passaram para mãos privadas, que consideram suas.

A partir desse período, grupos radicais mapuche passaram a atacar propriedades privadas. A organização indígena Coordinadora Arauco Malleco (CAM) realizou uma série de ataques incendiários a veículos e a um helicóptero no mês passado.

A CAM foi alvo das suspeitas do governo chileno após o último incêndio registrado na região de Araucanía, que causou a morte de sete bombeiros. Marcelo de la Vega, Cristián Freire, Carlos Pinto, Diego Mella, Italo Vidal, Juan Carlos Cordero e Rodrigo Cifuentes foram enterrados hoje em diferentes localidades das regiões de Araucanía e Biobío, onde o governo decretou luto oficial.

O incêndio em Araucanía se soma a outros, ocorridos nas regiões de Biobío, Maule e no parque natural Torres del Paine, que arrasaram mais de 51 mil hectares no sul do Chile.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)