Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chefe da diplomacia europeia se diz ‘horrorizada’ com massacre em Hula

A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, declarou-se “horrorizada” com o massacre de 92 pessoas na cidade síria de Hula, e condenou o que classificou de “ato odioso cometido pelo regime”, convocando Damasco a pôr fim imediatamente à violência.

“Estou horrorizada com as informações sobre o massacre realizado pelas Forças Armadas da Síria na cidade de Hula, que custou a vida de mais de 90 pessoas, entre elas crianças”, diz um comunicado de Catherine divulgado na noite deste sábado.

“Condeno nos termos mais enérgicos essa atrocidade cometida pelo regime sírio contra a sua própria população civil mesmo com o cessar-fogo acertado, e na presença de observadores da ONU”, acrescenta o texto.

“Ofereço todo o meu apoio à missão de observação da ONU. Convoco o governo sírio a aplicar integralmente o plano de seis pontos do enviado especial da ONU, Kofi Annan, aprovado pela resolução 2043 do Conselho de Segurança”, diz Catherine.

“A União Europeia apoia plenamente os esforços de Kofi Annan e sua equipe para levar adiante o processo político”, afirma a chefe diplomática, assinalando que irá se reunir neste domingo com Annan.