Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Chávez nomeia Nicolás Maduro novo vice-presidente

Chanceler substituirá Elías Jaua, que vai disputar eleição estadual com Capriles

Por Da Redação 10 out 2012, 20h07

O ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Nicolás Maduro, será o novo vice-presidente do país. O anúncio foi feito nesta quarta-feira por Hugo Chávez, reeleito para um quarto mandato consecutivo no último domingo. O mandato vai até 2019, o que permitirá ao caudilho consolidar a segunda década sem alternância na Venezuela.

Ao fazer o anúncio, durante o ato de sua proclamação como mandatário, Chávez agradeceu o agora ex-vice, a quem classificou de “nobre trabalhador, honesto, inteligente e humilde”. Ele também desejou sorte a Maduro e afirmou que a transição já está em andamento.

Leia mais:

Reeleito, desafio de Chávez é se adaptar ao Mercosul

Maduro, colaborador próximo e amigo do ditador, vai substituir Elías Jaua que disputará as eleições estaduais de dezembro. Ele enfrentará o oposicionista Henrique Capriles na briga pelo comando do estado de Miranda, um dos mais importantes do país. Atual governador do estado, Capriles afastou-se do cargo por causa da campanha presidencial. Ele perdeu as eleições, mas impôs a Chávez a mais apertada vitória desde que assumiu o poder, há quase 14 anos. Chávez ficou com 55% dos votos, contra 44% do rival.

Caio Blinder: Ainda não foi desta vez a queda de Hugolias Chávez

O nome de Capriles foi escolhido para enfrentar o coronel em inéditas primárias que uniram 20 partidos de oposição. O resultado das presidenciais aponta para um provável ganho de terreno dos oposicionistas nos próximos pleitos.

Continua após a publicidade

Os venezuelanos não votam em uma chapa única para presidente e vice, como ocorre no Brasil, daí a nomeação de hoje. O cargo ganha importância no cenário venezuelano devido às incertezas em relação à saúde de Chávez. As informações sobre o câncer que o ditador enfrenta há mais de um ano são desencontradas. Nem mesmo a gravidade ou a localização do tumor foram informados com clareza.

Pelas regras do país, se ocorrer vacância do cargo nos últimos dois anos do mandato, quem assume é o vice.

Maduro, de 49 anos, nasceu em Caracas, foi condutor de trens do metrô da capital e líder sindical.

Leia também:

A chance da oposição na Venezuela

Continua após a publicidade
Publicidade