Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Chávez manda exumar corpos de irmãs de Bolívar

O objetivo é comparar restos mortais com os do libertador

Por Da Redação 30 ago 2010, 21h47

O governo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, exumou nesta segunda-feira os corpos das irmãs do libertador Simón Bolívar. O objetivo é compará-los aos restos mortais do herói da independência para verificar se estes últimos são autênticos.

Chávez já havia ordenado a exumação do corpo de Bolívar, em julho. Na ocasião, disse que queria comprovar se a morte dele, em 1830, foi causada por uma tuberculose, como dizem os historiadores, ou se ele foi envenenado com arsênico pela burguesia colombiana.

“Neste momento os cientistas estão fazendo a retirada das amostras de DNA correspondentes para começar seu estudo e logo sua comparação com a amostra que temos dos restos do libertador”, disse o vice-presidente Elías Jaua, que supervisiona a operação.

Os restos de María Antonia e Juana Bolívar voltarão a ser depositados em seus túmulos da Catedral de Caracas quando a coleta de dentes terminar.

Reações – Para a oposição, o processo é uma manobra do Executivo para distrair a opinião pública dos verdadeiros problemas do país, como a alta insegurança e a crise econômica, diante das eleições Legislativas de 26 de setembro.

Além disso, os adversário do ditador exigem uma “investigação dos milhares de assassinatos que acontecem a cada ano na Venezuela e não de algo que aconteceu há um século”.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade