Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Chávez fala a canal estatal que recuperação está rápida e já consegue andar

Por Da Redação 1 mar 2012, 15h27

Caracas, 1 mar (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, falou nesta quinta-feira ao canal estatal de TV venezuelano, seis dias depois da chegada a Cuba para uma nova cirurgia, e garantiu que se recupera ‘rapidamente’ e que já caminha.

‘Eu estou bem, recuperando-me aceleradamente’, disse Chávez, que discursou por telefone em ato que seu ministro da Energia, Rafael Ramírez, liderou na localidade de San Francisco (noroeste da Venezuela).

Esta é a primeira vez que Chávez fala diretamente sobre sua saúde, depois que na terça e quarta-feira, o vice-presidente venezuelano, Elías Jaua, informou que o governante foi operado em Havana de uma ‘lesão’ detectada na mesma região da pélvis onde foi extraído um tumor cancerígeno em junho.

‘Desde anteontem tenho caminhado’, acrescentou o chefe de Estado, que foi operado na segunda-feira pela terceira vez em pouco mais de oito meses.

O líder confirmou que segue uma dieta ‘muito boa’ e que estava se preparando para a ‘caminhada do meio-dia’.

Continua após a publicidade

Chávez se declarou ‘muito feliz, maravilhado’ ao ver como avança o programa de construção de casas que seu Governo impulsiona e enviou ‘uma saudação e um abraço a todos, especialmente às crianças’.

Nesta quinta-feira também apareceu uma nova mensagem na conta de Chávez no twitter, para afirmar que ele vê o canal estatal ‘Venezolana de Televisión’ (‘VTV’) no hospital cubano.

‘Bom dia, mundo bom! Estou muito feliz vendo por nossa ‘VTV’ como avança a grande missão Vivienda Venezuela! Que lindos edifícios!’, diz o texto escrito na conta do líder @chavezcandanga.

Na quarta-feira, apareceu a primeira mensagem do presidente depois da operação na conta do Twitter, que Chávez disse administrar pessoalmente.

Além da ‘lesão pélvica’, também foi extraído o ‘tecido circundante’, segundo informou o Governo na quarta-feira, o primeiro dia em que foi divulgada informação oficial sobre o paciente desde que ele viajou a Havana na sexta-feira, 24 de fevereiro.

A lesão estava na mesma área onde foi tirado um tumor cancerígeno em junho. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade