Clique e assine a partir de 9,90/mês

Chávez diz que, se perder as eleições, entrega Presidência

No próximo dia 7 de outubro, venezuelanos escolhem seu novo representante

Por Da Redação - 13 jan 2012, 17h01

O ditador venezuelano, Hugo Chávez, assegurou nesta sexta-feira que, se perder as eleições do próximo dia 7 de outubro, o reconhecerá e entregará a Presidência. No início da apresentação de seu relatório anual de gestão no Parlamento, ele também afirmou que 2012 será um ano de testes no qual se imporá a institucionalidade. “Se algum dos senhores ganhar as eleições, eu seria o primeiro a reconhecê-lo. Peço o mesmo dos senhores”, disse, dirigindo-se aos deputados da oposição.

Chávez iniciou seu pronunciamento se referindo ao pleito que viverá o país este ano, destacando o valor das ideias, incluídas as das posturas de oposição a seu governo. “Todas têm seu valor, todas têm seu espaço e precisam de seu espaço independentemente de cores e partidos. “Nós precisamos continuar fortalecendo a república, o estado, as instituições”, indicou.

Leia também:

Leia também: ‘A oposição está mais unida do que nunca contra Chávez’

O presidente começou a apresentar o relatório de gestão, que no ano passado durou sete horas, com a promessa que tentará não se estender demais. Chávez apresenta seu relatório como estabelece a constituição bolivariana, que prevê que o chefe do estado compareça perante o Legislativo no espaço de dez dias desde sua instalação.

Chávez chegou à Assembleia Nacional em um veículo escoltado por vários membros de sua equipe de segurança pessoal, que tiveram que deter vários simpatizantes que procuravam se aproximar do mandatário para dar-lhe pequenos papéis com solicitações. Ele foi recebido por grupos de dançarinos de danças venezuelanas e músicos que ele parou para saudar.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade