Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chancelaria do Equador revela que malote com droga tinha selos do Chile

Quito, 10 mar (EFE).- A Chancelaria do Equador revelou neste sábado que as caixas enviadas como malote diplomático para a cidade italiana de Milão, nas quais se achou cocaína líquida, tinham selos do Ministério das Relações Exteriores do Chile.

O coordenador-geral jurídico da Chancelaria equatoriana, Marco Albuja, disse em entrevista coletiva que esse dado corresponde a uma investigação administrativa feita pela diplomacia de seu país sobre a descoberta de droga no malote oficial.

No dia 9 de fevereiro, o chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, anunciou que as autoridades italianas tinham encontrado cocaína líquida em jarras enviadas como parte do malote diplomático equatoriano.

Albuja declarou que foram feitos avanços na investigação interna que serão entregues nos próximos dias à Promotoria do Estado que executa, por sua parte, uma indagação oficial do fato.

O coordenador-geral da Chancelaria afirmou que os novos dados fazem parte de uma investigação interna, da qual só revelaria certos aspectos para não interferir com a da Promotoria.

O caso gerou fortes críticas de grupos opositores que, inclusive, pediram a renúncia de Patiño que, no entanto, pediu que a investigação seja aprofundada. EFE