Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cessar-fogo não é respeitado e Nagorno Karabakh é bombardeada

Separatistas querem a independência de uma região autônoma do Azerbaidjão habitada por 99% de armênios

Por Da Redação 11 out 2020, 13h09

Um cessar-fogo assinado entre a região autônoma de Nagorno-Karabakh e o Azerbaijão na manhã deste sábado, 10, durou poucas horas, até que a cidade de Stepanakert, capital de Nagorno-Karabakh, voltar a ser bombardeada a noite.

A região, que faz parte do Azerbaijão, é controlada por separatistas armênios, e ainda não tem reconhecimento internacional. Desde o mês passado, o local está passando por uma escalada da violência. A disputa territorial ocorre desde que a região decidiu se separar da então República Socialista Soviética do Azerbaijão, há 32 anos.

De acordo com notícias da agência France Press, sete fortes explosões foram sentidas na cidade por volta das 23h30 de sábado, apesar do cessar-fogo em vigor desde o meio-dia.

  • Nagorno-Karabakh faz fronteira com Azerbaijão, Armênia e Irã e tem 140 mil habitantes, sendo 99% armênios. De acordo com as contagens oficiais, até o momento, o conflito já deixou 300 mortos. Na disputa, o Azerbaijão quer retomar o controle da área, enquanto a Armênia deseja que seja formada a república de Nagorno-Karabakh.

    Continua após a publicidade
    Publicidade