Clique e assine com 88% de desconto

Cervo sobrevive a ataque de caçador e o mata

Thomas Alexander, de 66 anos, foi socorrido e morreu no hospital; o animal ferido não foi encontrado

Por Da Redação - 25 out 2019, 13h46

Um caçador morreu após ser atingido por um cervo que ele acreditara ter matado no estado americano do Arkansas no início desta semana. Agressor transformado em vítima, Thomas Alexander, de 66 anos, morava na região há pelo menos 20 anos e era um “caçador experiente”, reportou a emissora americana CNN. O cervo ferido ainda não foi encontrado.

Alexander havia atirado com um muzzleloader, um tipo de arma que é recarregada pelo próprio cano, contra um cervo próximo aos montes Ozark na terça-feira 22. Segundo a imprensa americana, esta é a “temporada do muzzleloader”.

“Ele foi [até o cervo caído] para checar se ele estava realmente morte. E, evidentemente, não estava”, disse Keith Stephens, porta-voz da Comissão de Jogos e Pesca do Arkansas, que representa os caçadores da região. O cervo, então, levantou-se e atacou Alexander, que sofreu vários ferimentos no corpo.

 

Publicidade

Stephens afirma que o incidente é “uma das coisas mais estranhas que já aconteceu” desde que se tornou caçador, há cerca de duas décadas.

Alexander conseguiu resistir à lesão a tempo de ligar para sua mulher. Ele foi socorrido por uma ambulância, mas faleceu no hospital. Em pronunciamento oficial, as autoridades dizem que o caçador pode não ter morrido devido aos ferimentos, mas também por ataque cardíaco. Não foi realizada autópsia.

A data da morte não foi divulgada pela grande imprensa americana, que começou a repercutir o caso na quinta-feira 24. Mas um dia antes, a KY3, uma emissora regional, já havia dado a notícia.

 

Publicidade
Publicidade