Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Centenas de combatentes do Boko Haram se rendem no Chade

O grupo extremista está perdendo força na África, devido ao sucesso da campanha militar nos arredores da Nigéria

Centenas de combatentes do Boko Haram se renderam no Chade, país localizado no centro-norte da África, no último mês, segundo fontes de segurança regionais e representantes da Organização das Nações Unidas (ONU).  O grande número de desistentes foi visto como um sinal de que a campanha militar africana está progredindo em seu objetivo de acabar com o grupo extremista.

O Boko Haram, que matou e sequestrou milhares de pessoas, tinha domínio de uma área quase do tamanho da Bélgica no nordeste da Nigéria no ano passado, mas perdeu terreno significativo em meio à crescente pressão militar regional. De acordo com oficiais de segurança, os combatentes que se renderam eram recrutas recentes do Boko Haram, que o grupo luta para manter à medida que perde força.

Pelo menos 240 extremistas e suas famílias estão sob custódia do exército do Chade, que faz fronteira com a Nigéria e que também é foco de atuação do grupo. “Os combatentes, muitos armados, estão se entregando às tropas desde setembro e o número continua a crescer”, disse Mohammad Dole, chefe de informação militar em N’Djamena, capital do Chade.

Segundo autoridades, o grupo terrorista africano, cujo nome significa “educação ocidental é pecado”, mantém pelo menos setecentos reféns sequestrados em seus territórios. O Boko Haram também é responsável por raptar 276 meninas na cidade de Chibok, na Nigéria, em 2014, caso que gerou comoção internacional. Depois de negociações para libertar parte das estudantes, 190 delas seguem nas mãos dos extremistas.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. roberta zilio

    A tática é a seguinte. Agora manter todos os que se renderam em um hotel de luxo, e quando o resto se render, fuzilar todos .Aí babau, nunca mais veremos esse tipo de facínoras espalhando terror pelo mundo!

    Curtir