Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cenas de desespero e tumulto no aeroporto de Cabul deixam mortos

Multidão lotou aeroporto para tentar fugir do Talibã, que agora controla a capital e o governo central; ao menos cinco pessoas morreram

Por Julia Braun Atualizado em 16 ago 2021, 09h23 - Publicado em 16 ago 2021, 09h05

Cenas de desespero e aflição foram registradas em Cabul nesta segunda-feira, 16, quando milhares de pessoas seguiram ao aeroporto local para tentar fugir do Afeganistão. A multidão no Aeroporto Internacional Hamid Karzai causou tumulto e pelo menos cinco pessoas morreram.

A correria começou poucas horas depois de a capital ser tomada pelo Talibã, o que provocou o colapso do governo e a fuga do presidente Ashraf Ghani. Em meio à crise, os Estados Unidos aprovaram o envio de reforços militares ao país para auxiliar na segurança do aeroporto internacional de Cabul e na evacuação do pessoal da embaixada dos EUA e dos afegãos que estão deixando o país.

Vídeos nas redes sociais mostram a multidão, entre elas muitas famílias, andando pelas pistas, em meio a veículos militares e aviões. Centenas de pessoas tentavam entrar à força nos aviões que saíam da capital afegã. Algumas das imagens mostram jovens se agarrando a escadas para tentar embarcar em uma aeronave.

As tropas americanas que patrulhavam o aeroporto atiraram para o alto para tentar controlar a situação. Ainda não está claro se as vítimas foram mortas a tiros ou pisoteadas em meio à confusão.

Com as situação caótica, a autoridade aeroportuária anunciou o cancelamento dos voos comerciais e apenas viagens militares ocorrem no local. “Por favor, não venha para o aeroporto”, disse uma autoridade.

Mais de 60 países, incluindo EUA, Alemanha, Japão e França, publicaram um comunicado em que fazem um apelo para que cidadãos afegãos e estrangeiros tenham permissão para deixar o Afeganistão em segurança.

Os Estados Unidos concluíram na noite deste domingo 15 a evacuação da sua embaixada em Cabul. A bandeira americana na representação diplomática também já foi retirada.

Até o momento, de acordo com a rede de TV dos EUA, cerca de 500 dos cidadãos do país que exercem função na representação diplomática já foram retirados do Afeganistão. O Departamento de Estado e o Pentágono prometeram, além disso, retirar do país “outros cidadãos afegãos, particularmente vulneráveis”, além de acelerar a evacuação de outros que cumprem os requisitos para receber o visto especial de imigrante nos EUA.

O governo americano prometeu semanas atrás que, antes do fim de agosto, encerraria a retirada militar do Afeganistão e que ajudaria a retirar até 70 mil cidadãos oriundos do país asiático, entre intérpretes e outros funcionários que ajudaram as tropas dos Estados Unidos, além de seus familiares.

Continua após a publicidade
Publicidade