Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cauda de avião da AirAsia é retirada do mar. Caixas-pretas não foram encontradas

A peça com 10 metros de comprimento foi examinada por peritos neste sábado

(Atualizado às 12h19)

As equipes de resgate da Indonésia informaram neste sábado que conseguiram trazer para a superfície a cauda do avião da AirAsia, que caiu com 162 pessoas a bordo em 28 de dezembro no mar de Java.

Segundo a agência Reuters, a peça com 10 metros de comprimento foi examinada por peritos, mas não foram encontradas as duas caixas-pretas que guardam os registros das conversas na cabine e os dados de voo, essenciais para saber o que aconteceu com o avião antes de cair no mar.

Ajudados por um guindaste e bolsas de ar, os oficiais indonésios conseguiram desenterrar os destroços presos no limo marinho. Ontem um navio da missão de rastreamento captou uma série de frágeis sinais sonoros intermitentes sob a água e a mais de um quilômetro da cauda do aparelho que poderiam pertencer às caixas-pretas.

Nurcahyo Utomo, investigador da Comissão Nacional de Segurança no Transporte disse que ainda não puderam localizar a procedência dos sinais, nem confirmar se pertencem às caixas-pretas do avião acidentado. As autoridades também apontaram a possibilidade de os aparatos, que têm bateria para enviar sinais durante 30 dias, estejam enterrados no barro e por isso os sons estejam tão fracos.

(Com agência EFE)