Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Catar promete punição aos responsáveis por incêndio em centro comercial

Doha, 28 mai (EFE).- O ministro do Interior do Catar, Abdullah bin Nasser bin Khalifa al-Thani, afirmou que a investigação revelará as causas do incêndio que causou nesta segunda-feira a morte de 19 pessoas, entre as quais 13 crianças, em um centro comercial de Doha, e prometeu castigar ‘imediatamente’ os responsáveis pelo incidente, caso tenha sido provocado por negligência.

‘Não recebemos denúncias sobre pessoas desaparecidas e revistamos o local mais de uma vez para confirmar se está tudo bem’, disse Thani em entrevista coletiva para informar sobre o fogo, que causou a morte de quatro crianças espanholas, três delas irmãs, e uma francesa.

O príncipe herdeiro do Catar, Tamim bin Hamad al-Thani, determinou a criação de um comitê de investigação, que será liderado por Abdullah bin Hamad al-Attiyah.

‘Recebemos um aviso de que havia 20 crianças na creche (no centro comercial) e centramos nossos esforços em retirá-las de lá’, relatou o ministro do Interior, que comandou pessoalmente os trabalhos.

‘Como o incêndio era grande e a fumaça que havia no estreito corredor que conduz à creche era muito densa, além do que a entrada estava em chamas, elaboramos um plano alternativo para entrar na creche’, explicou.

Ele afirmou que foram dadas instruções ‘à equipe de busca e resgate para que entrasse na creche a partir do telhado do prédio, após o incêndio também queimar as escadas que levam à creche de dentro do centro comercial’.

O ministro reconheceu que o plano alternativo ‘causaria danos, mas não tínhamos outra solução’, referindo-se aos dois bombeiros mortos no incidente. EFE