Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Castro recebe delegação do Congresso dos EUA em Cuba

Destino de funcionário americano preso pelo governo cubano em 2009 e as reformas em curso no país seriam os principais temas da agenda do grupo

Uma delegação de sete membros do Congresso dos EUA reuniu-se na terça-feira com o presidente de Cuba, Raúl Castro, a fim de melhorar as relações entre os países, que se deterioram desde a prisão em Cuba do funcionário do governo americano Alan Gross, em 2009. O grupo parlamentar também se reuniu com Gross, segundo um membro da delegação que pediu para não ser identificado.

Um comunicado emitido pelo governo cubano afirma que Castro e o chanceler Bruno Rodríguez se encontraram primeiramente com o senador democrata Patrick Leahy, para discutir “assuntos de interesse para ambos os países”, e depois com os outros parlamentares. O senador americano disse que o destino de Gross e as reformas em curso em Cuba seriam os principais temas da agenda do grupo.

Leia também:

Leia também: Reforma imigratória nos EUA levanta discussão sobre cubanos

Alan Gross, de 63 anos, foi preso em Havana em dezembro de 2009 e condenado a 15 anos de prisão pela instalação de redes de internet sob um programa secreto dos Estados Unidos que o governo cubano considera subversivo. O caso prejudicou uma breve tentativa de reaproximação entre Cuba e EUA.

O governo de Barack Obama disse que as relações entre os dois países não vão melhorar enquanto Gross permanecer preso. A lei americana determina que as sanções econômicas dos EUA contra Cuba não podem ser levantadas até que o sistema político comunista de partido único seja alterado em Cuba, uma exigência rejeitada pelo governo cubano.

Saiba mais:

Saiba mais: Yoani é recebida no Brasil com manifestação pró-ditadura cubana

(Com agência Reuters)