Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caso Nisman: promotor denuncia envolvidos na investigação

Viviana Fein, ex-procuradora do caso Nisman, e Sergio Berni, ex-secretário de Segurança argentino teriam falhado em preservar provas e a cena do crime

Um promotor da Argentina pediu, nesta sexta-feira, a abertura de uma investigação penal contra o ex-secretário de Segurança do país, Sergio Berni, e a ex-promotora responsável pelo caso Nisman, Viviana Fein. Ambos são acusados de irregularidades na investigação da morte do procurador-geral Alberto Nisman, em 2015, encontrado na véspera de apresentar denúncia no Congresso contra a presidente Cristina Kirchner.

De acordo com o jornal Clarín, a denúncia também tem como alvos um juiz que participou brevemente do caso, Manuel de Campos, e agentes da polícia que participaram da investigação em Porto Madero, onde Nisman foi encontrado com um tiro na cabeça no banheiro de sua casa.

O pedido de investigação foi feito pelo promotor Eduardo Taiano, que acusa Berni, Fein e outros de não preservarem corretamente a cena do crime e outras provas, na noite em que o corpo foi encontrado. Entre outros erros, o ex-secretário de Segurança do kirchnerismo foi duramente criticado por chegar à cena do crime sem a presença de um policial para assegurar que nada fosse mexido.