Clique e assine com até 92% de desconto

Casal é morto na Índia por dívida de 70 centavos

O casal da casta Dalit foi assassinado pelo dono de uma mercearia, para quem deviam o pagamento de três pacotes de biscoito

Por Da redação 29 jul 2016, 12h39

Um casal da casta indiana Dalit, considerada como um grupo de intocáveis no país, foi assassinado na última quinta-feira por causa de uma dívida de 15 rúpias (cerca de 70 centavos), no Estado de Uttar Pradesh. De acordo com a polícia local, o homem foi decapitado e a mulher espancada até a morte pelo dono de uma mercearia, de casta superior, ao pedirem mais tempo para pagar biscoitos que haviam comprado no local.

Segundo o site The Indian Express, a polícia prendeu o dono do mercado acusado de matar Bharat Nat, de 45 anos, e sua esposa Mamta, 41. O incidente iniciou quando o casal estava indo para o trabalho e foi parado pelo homem, o que levou a uma discussão sobre o pagamento de três pacotes de biscoito que compraram para seus três filhos pequenos.

Leia também:
Protestos contra morte de líder separatista na Caxemira indiana deixam 23 mortos
Tempestades de raios deixam pelo menos 93 mortos na Índia
Índia condena homens que estupraram turista dinamarquesa à prisão perpétua

De acordo com testemunhas, o dono da mercearia não aceitou ceder, mesmo depois de o casal prometer pagar o que devia após o trabalho, naquela noite. Então, o homem foi até sua casa e pegou um machado, com o qual atacou os dois. Apesar da discriminação baseada em castas ser contra a lei na Índia há décadas, atrocidades contra Dalits ainda acontecem, especialmente em regiões mais afastadas.

Continua após a publicidade
Publicidade