Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carro-bomba deixa mais de 20 mortos em Benghazi, na Líbia

Segundo testemunhas, a explosão destruiu um prédio de três andares

Um carro-bomba explodiu em uma área residencial de Benghazi, na Líbia, deixando 22 mortos e 20 feridos, reportou o jornal britânico The Guardian. A explosão ocorreu em uma área de conflitos entre forças de segurança do governo rebelde líbio e combatentes de uma aliança entre jihadistas e milícias.

A aliança de extremistas, chamada de Conselho da Shura dos Revolucionários de Benghazi, assumiu a autoria do ataque, por meio de uma declaração publicada em sites ligados ao grupo.

LEIA TAMBÉM:
EUA iniciam ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Líbia
Adepto do EI confessa ter planejado atentado contra EUA
Líbia: Parlamento em Tobruk rejeita novo governo de união nacional

Benghazi tem sido cenário de violentos conflitos desde que o general líbio Khalifa Haftar, comandante do Exército Nacional da Líbia, iniciou uma campanha contra o Conselho da Shura, há dois anos. Embora suas forças tenham avançado em diversas áreas nos últimos meses, elas ainda não tomaram o controle da cidade.

O ataque desta terça-feira teve como alvo uma unidade especial das forças de Haftar e, segundo uma testemunha ouvida pela agência de notícias Reuters, a explosão destruiu um prédio de três andares.

O exército de Haftar é aliado ao governo rebelde que se baseou em Tobruk, no leste do país, desde 2014, quando grupos armados montaram uma administração contrária ao governo da capital, Trípoli, apoiado pela Organização das Nações Unidas.