Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Cardeais serão convocados para conclave na sexta-feira

Data oficial do início da reunião para eleger novo papa ainda não foi anunciada

Por Gabriela Loureiro, de Roma 28 fev 2013, 11h13

Os cardeais que vão participar do processo que escolherá o sucessor de Bento XVI serão convocados oficialmente nesta sexta-feira pelo cardeal decano Angelo Sodano. A data para o início do conclave ainda não foi anunciada, mas há uma expectativa que o encontro comece no dia 10 ou 11 de março. Em uma de suas últimas decisões antes de renunciar ao papado, Bento XVI redefiniu alguns pontos da Constituição Apostólica para permitir a antecipação do conclave, inicialmente previsto para ser realizado apenas no dia 15 do mês que vem. O Vaticano pretende anunciar um novo papa antes da Páscoa.

Leia também:

Leia também: Ao se despedir de cardeais, Bento XVI promete obediência a sucessor

Até agora, apenas dois cardeais oficializaram sua ausência. Outros dois ainda podem cancelar a ida a Roma, por motivos de saúde. A previsão é que 115 cardeais participem da escolha do novo papa. Um total de 3.641 jornalistas, de 61 países, foram credenciados para acompanhar o processo de sucessão na Igreja Católica.

Twitter – Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, anunciou que uma última mensagem de Bento XVI deverá ser publicada em seu perfil no Twitter por volta das 17h (13h de Brasília) desta quinta-feira.

“A conta de “@pontifex ficará ‘adormecido’ até que o novo papa seja eleito”, explicou o porta-voz. O novo pontífice terá o perfil à disposição para atualizá-lo. Nesta quarta-feira, Bento XVI postou uma mensagem depois da última audiência pública, em que abençoou milhares de fiéis na Praça de São Pedro. “Queria que cada um sentisse a alegria de ser cristão, de ser amado por Deus, que entregou o seu filho por nós”, escreveu.

Galeria: Palácio de Castel Gandolfo, o novo refúgio de Bento XVI

Mais despedidas – Nesta quinta, o papa se despediu dos cardeais e pediu a união da Igreja Católica. “Que permaneçamos unidos, caros irmãos, neste mistério da Igreja”, disse. “O mistério da Igreja é a razão de nossas vidas”.

A reunião contou com a presença de 144 cardeais, que puderam trocar breves palavras com Bento XVI em seu último dia como pontífice. Às 17h locais (13h de Brasília), ele irá de helicóptero para Castel Gandolfo, 25 km ao sul de Roma, onde permanecerá por um período de cerca de dois meses. Às 20h (16h de Brasília), a Sé será considerada oficialmente vacante.

Continua após a publicidade
Publicidade