Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cão herói morre de exaustão depois de resgatar sete vítimas de terremoto no Equador

Dayko, um labrador de quatro anos de idade, fazia parte da unidade canina do Corpo de Bombeiros da cidade de Ibarra

Dayko, um cão de resgate do Corpo de Bombeiros da cidade de Ibarra, no Equador, morreu de exaustão na sexta-feira passada após resgatar sete pessoas dos escombros deixados pelos tremores. De acordo com a página da corporação no Facebook, o labrador de quatro anos de idade sofreu um “forte infarto do miocárdio e insuficiência respiratória”. O animal chegou a ser atendido por um veterinário, mas não resistiu. “Dakyo partiu deixando um grande vazio na unidade canina, na vida de seu guia Alex Yela e na de cada um de nós que o conheceu”, postaram os bombeiros.

Leia mais:

Chega a 654 número de mortos por terremoto no Equador

Equador teve mais de 700 tremores secundários em uma semana

Equador volta a sofrer forte terremoto

Dayko trabalhava como cão de resgate havia três anos e meio. Em seus anos no Corpo de Bombeiros, participou de diversas buscas e ajudou muitas vítimas de desastres. Segundo seu guia, Alex Yela, o cachorro era extremamente amigável e adorava nadar. Também fazia muito sucesso em eventos com crianças e shows caninos, nos quais dava “impressionantes saltos sobre obstáculos e passava por anéis de fogo”.

O terremoto de magnitude 7,8 graus castigou parte do norte do litoral do Equador no dia 16 de abril e deixou 654 mortos e pelo menos 16.601 feridos. Além disso, o país sul-americano foi atingido por outros 722 abalos menores na semana seguinte.

Cão usado em operações de resgate no Equador Cão usado em operações de resgate no Equador

Cão usado em operações de resgate no Equador (/)

(Da redação)