Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cannes proíbe bolsas de praia por medo de terrorismo

Banhistas que não seguirem a orientação da polícia poderão ser presos

Por Da redação Atualizado em 28 jul 2016, 16h36 - Publicado em 28 jul 2016, 16h28

O prefeito da cidade de Cannes, no sul da França, anunciou nesta quinta-feira a proibição da entrada com bolsas e sacolas nas famosas praias do local. A decisão é uma tentativa de prevenir “armas e explosivos” após os recentes ataques terroristas no país, especialmente na temporada de veraneio.

De acordo com o jornal The Sun, os banhistas foram orientados a, se necessário, usarem apenas bolsas transparentes – caso contrário, correm risco de prisão. O prefeito David Lisnard alertou que a polícia pode “intervir de forma pragmática” se notar sacolas ou mochilas que têm tamanho suficiente para conter armamento.

Leia também:
Segundo terrorista de ataque à igreja era fichado pela polícia
Padre é morto em sequestro em igreja na França
Terrorista de Nice armazenava imagens de Bin Laden e do EI

Desde 2015, ataques inspirados ou conduzidos pelos extremistas do Estado Islâmico (EI) mataram pelo menos 235 pessoas, o maior número de vítimas do grupo dentre todos os países ocidentais. Nesta terça-feira, um padre foi morto por dois seguidores do EI enquanto celebrava uma missa na Normandia, no norte do país. Além disso, há duas semanas, um franco-tunisiano atropelou e matou 84 pessoas que estavam assistindo a comemorações do Dia da Bastilha, em outro destino de férias na Riviera Francesa. O maior atentado ocorreu em novembro do ano passado, quando uma série de atentados deixou 130 mortos.

Continua após a publicidade
Publicidade