Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CannaCamp, um resort exclusivo para usuários de maconha

O hotel recém-inaugurado no Estado do Colorado, nos Estados Unidos, oferece aulas de culinária com a erva e yoga mais, digamos, relaxante

A legalização da maconha em alguns Estados americanos abriu novas possibilidades de negócios no país. A cidade de Durango, no Colorado, acaba de inaugurar o primeiro resort dedicado aos usuários da droga.

Leia também:

É proibido fumar: EUA vetam maconha legalizada entre funcionários do governo

Paul McCartney deixou de fumar maconha para não dar mau exemplo aos netos

Ativista fuma maconha durante debate ao vivo em TV sul-africana

A área de 690 metros quadrados abriga nove chalés para acomodar quarenta hóspedes. A exemplo de outros hotéis cercados de natureza, o local oferece atividades ao ar livre, como tirolesa, caiaque e trekking, sem deixar de lado o tema principal do lugar. Entre outras atividades que envolvem o consumo de maconha, os hóspedes têm aulas de culinária em que a erva é um dos ingredientes dos pratos e yoga com cannabis que, segundo o site do resort, ajuda a “derreter nervos e inibições” e deixa o praticante mais “receptivo às posições e à música”.

É permitido fumar maconha em todas as áreas do resort, com exceção do interior dos chalés – apenas por motivo de segurança, uma vez que os chalés são feitos de madeira.

As diárias giram em torno de 395 dólares, pouco mais de 1.200 reais, por pessoa. O resort funciona em esquema all-inclusive, ou seja, alimentação e bebidas estão inclusos no preço – a maconha é por conta do hóspede, mas o hotel oferece um concierge para indicar os melhores vendedores na cidade.

(Da redação)