Clique e assine com 88% de desconto

Candidatos à Presidência da Venezuela assinam acordo eleitoral

Por Da Redação - 17 jul 2012, 23h50

Caracas, 17 jul (EFE).- Seis dos sete aspirantes à Presidência da Venezuela, entre eles o presidente Hugo Chávez e o líder opositor Henrique Capriles, assinaram um acordo de aceitação dos resultados do pleito de outubro, embora a oposição tenha feito observações, informou nesta terça-feira o Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

Segundo o documento, os candidatos se comprometem a ‘reconhecer os resultados emitidos pelo Poder Eleitoral, única autoridade legítima e competente na eleição presidencial de 7 de outubro de 2012’.

Representantes da equipe de Capriles fizeram algumas observações ao documento por não incluir vários aspectos que haviam proposto ao CNE, como a proibição do uso de recursos públicos para a campanha eleitoral e uma regulação das cadeias obrigatórias de rádio e televisão por parte do presidente.

‘Acreditamos que se perdeu uma grande oportunidade de colocar elementos concretos que façam viável a possibilidade de que este acordo seja bom para todos os venezuelanos’, avaliou Enrique Márquez, representante da equipe de Capriles.

Publicidade

Chávez, por sua vez, sustentou hoje que como chefe de Estado é capacitado para solicitar uma cadeia obrigatória de rádio e televisão ‘a qualquer momento’, mas garantiu ter ‘o bom julgamento’ para saber quando fazer estas transmissões.

Além de Capriles e Chávez, assinaram o acordo eleitoral os candidatos Reina Sequera, Luis Reyes, María Bolívar e Joel Acosta Chirinos. O aspirante Orlando Chirinos foi o único a não rubricar o documento. EFE

Publicidade