Clique e assine a partir de 9,90/mês

Candidato ‘zebra’ lidera votação democrata em Iowa, nos EUA

Peter Buttigieg, único abertamente gay, sai na frente; partido divulga apenas 62% dos votos

Por Da Redação - 4 fev 2020, 19h49

Depois de mais de 24 horas de espera, o Partido Democrata conseguiu anunciar apenas o resultado parcial das suas primárias no estado americano de Iowa nesta terça-feira, 4. O presidente estadual da legenda, Troy Price, pediu “desculpas” pela pane técnica no mecanismo de apuração e revelou que o ex-prefeito de South Bend, Pete Buttigieg, está na liderança, com 26,9% dos votos.

Buttigieg não figura entre os favoritos nas pesquisas de opinião nacionais. Segundo o portal Real Clear Policy, está em quinto lugar na disputa democrata. Em Iowa, porém, algumas consultas locais já o apontavam na liderança. Veterano da Guerra do Afeganistão e com carreira política restrita ao pequeno município do estado de Indiana, Buttigieg é também o único pré-candidato abertamente homossexual.

Até o início da noite, os democratas haviam apurado apenas 62% dos votos. Na cola de Buttigieg, que anunciou prematuramente sua vitória na noite de segunda-feira 3, está o senador Bernie Sanders, com 25,1%. Em terceiro, vem a senadora Elizabeth Warren, com 18,3%. O ex-vice-presidente Joe Biden, considerado favorito para a nomeação do partido às eleições presidenciais em novembro, ficou na quarta colocação, com 15,6%.

“Minha prioridade é a precisão e a integridade dos resultados”, disse Price. “Nós queremos que os cidadãos de Iowa sejam confiantes do processo”, concluiu.

Continua após a publicidade

O dirigente democrata afirmou que os 38% dos votos restantes serão apurados por meio de consulta às cédulas impressas. “Os dados brutos estão seguros”, assegurou Price.

A próxima etapa das primárias democratas ocorre no estado de New Hampshire na próxima terça-feira, 11. Essa etapa de votações em todos os estados americanos será concluída apenas em julho, quando a Convenção do Partido Democrata escolherá o adversário do atual presidente, Donald Trump, nas eleições de novembro.

Atraso

Por volta das 19h (22h em Brasília) desta segunda, os cidadãos de Iowa registrados como democratas se reuniram em assembleias locais – o caucus – do partido para deliberar sobre o candidato favorito. Horas depois, quando nenhuma parcial dos resultados havia sido divulgada, tornou-se claro que algo incomum havia ocorrido no processo. Para se ter uma ideia, em 2016, após três horas do fim da votação, 90% dos resultados já eram conhecidos.

A expectativa de que o resultado das primárias democratas em Iowa fosse divulgado ainda na noite desta segunda-feira fracassou. Houve confusão e apreensão nas campanhas dos principais pré- candidatos do partido para as eleições presidenciais deste ano.

Continua após a publicidade

Trump, que levou a melhor no caucus de Iowa do Partido Republicano, ironizou a oposição. “O caucus democrata é um desastre total. Nada funciona, tal como eles dirigiam o país”, escreveu o presidente em seu perfil que mantém no Twitter.

Publicidade