Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Canadense liga para a polícia porque sua pizza tinha pouco queijo

Por Da Redação 23 jun 2016, 15h00

O que é considerado crime para alguns, nem sempre é de fato contra a lei. Para uma moradora da ilha de Newfoundland, no Canadá, uma pizza com pouco queijo foi motivo suficiente para acionar as autoridades. Na semana passada, a delegacia de polícia da ilha divulgou uma chamada inesperada nas redes sociais: “Por favor, não ligue para a polícia para reclamar que sua pizza não tem queijo suficiente”, escreveu o departamento em sua conta oficial no Twitter.

O policial Geoff Higdon, que estava em serviço na noite do “crime gastronômico”, contou à rede de TV local CBC que a mulher “não gostou da forma como a empresa respondeu à sua reclamação” e, por isso, resolveu denunciar o caso. “Eu não sei se, ao nos ligar, ela imaginou que poderíamos tomar alguma atitude, mas claro que a aconselhamos a falar com o gerente e não com a polícia”, afirmou Higdon.

Leia também:

Menino de 6 anos liga para a polícia: ‘Meu pai passou no sinal vermelho!’

Apesar de o trabalho da polícia envolver, na maior parte vezes, emergências reais, as chamadas bizarras também fazem parte da rotina. Em dezembro, um call center policial da província canadense de British Columbia divulgou uma lista com as razões mais estranhas pelas quais foram acionados em 2015. Entre as ligações, estão um problema com uma máquina de lavar roupas, alguém pedindo ajuda para tirar uma bola de basquete da árvore e um jovem reclamando que o colega de quarto havia usado a sua escova de dentes.

“Eu acho que as pessoas nos ligam quando têm um problema e não sabem quem chamar”, disse o policial Higdon à CBC. “Algumas vezes nós conseguimos oferecer ajuda, ou direcioná-las à pessoa certa, mas em alguns casos, como o da pizza, é apenas inapropriado chamar a polícia”, comentou.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade