Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Canadá multa visitantes que falsificaram atestado de vacinação de Covid-19

País afrouxou requisitos para turistas estrangeiros desde 5 de julho, exigindo apenas o comprovante de vacinação

Por Da Redação 3 ago 2021, 19h16

O Canadá aplicou uma multa a dois passageiros que forjaram documentos de vacinação e exames de Covid-19 para entrar no país. Vindos dos Estados Unidos, os viajantes desembolsaram cerca de 20.000 dólares canadenses após inspetores do aeroporto de Toronto atestarem a falsificação dos papéis.

A medida acontece no momento em que o Canadá está mais permissivo com os visitantes do país vizinho, ao mesmo tempo que as nações ainda procuram alternativas para permitir a reentrada de turistas em meio à pandemia. 

De acordo com a Agência de Saúde Pública canadense, os dois passageiros são cidadãos canadenses e entraram no país na semana de 18 de julho. Eles não tiveram suas identidades e itinerários expostos. 

“O governo do Canadá irá continuar investigando esses incidentes e não hesitará em tomar ações para proteger sua população contra o novo coronavírus e suas variantes”, disse a agência em comunicado.

O país norte-americano afrouxou os requisitos para visitantes internacionais desde 5 de julho, exigindo apenas o comprovante de vacinação. Para aqueles que ainda não foram imunizados, é necessário a realização de testes e quarentena por 14 dias. 

Outros países estão alterando as suas restrições de acordo com o risco de infecção e taxa de vacinação da nação de origem. O Reino Unido, por exemplo, autorizou na última segunda-feira, 2, a entrada de americanos e europeus em seu território sem a necessidade de passar por uma quarentena obrigatória. Ao mesmo tempo, os Estados Unidos mantêm suas fronteiras fechadas para canadenses e mexicanos até 21 de agosto.

Até o momento, mais de 1,4 milhões de casos do novo coronavírus foram registrados no Canadá, totalizando 26.603 mortes. Cerca de 22,4 milhões de pessoas já foram completamente vacinadas, o equivalente a 59% da população.

Continua após a publicidade
Publicidade