Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cameron destaca compromisso de Havel com a liberdade

Londres, 18 dez (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, declarou estar ‘profundamente entristecido’ pela morte do ex-presidente da República Tcheca Vaclav Havel, ‘que dedicou sua vida à causa da liberdade’.

Havel, que morreu neste domingo aos 75 anos após enfrentar uma doença pulmonar durante anos, levantou a bandeira da ‘Revolução de Veludo’ em 1989 e foi chefe de Estado da Tchecoslováquia e da República Tcheca, após a cisão da Eslováquia, entre 1989 e 2003, com uma interrupção de alguns meses entre 1992 e 1993.

Por meio de um comunicado, Cameron apontou que ‘durante anos, o comunismo tentou extinguir sua voz, mas Havel, o escritor e dissidente, não pôde ser silenciado’.

O governante britânico apontou que ninguém em sua geração esquecerá as poderosas cenas da Praça de Wenceslas de duas décadas atrás, ‘quando Havel liderou o povo tcheco para fora da tirania e ajudou a levar a liberdade e a democracia a todo o continente’.

Nesse sentido, o premiê britânico indicou que a Europa tem uma profunda dívida com Havel e que ‘embora hoje sua voz tenha sido silenciada, seu exemplo e a causa à qual dedicou sua vida seguirão vivos’. EFE