Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Câmara dos EUA aprova resolução que condena tuítes de Trump como racistas

Presidente americano usou rede social para criticar deputadas de origem estrangeira

Por Estadão Conteúdo 17 jul 2019, 01h46

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou uma resolução que condena como “racistas” mensagens do presidente Donald Trump no Twitter que sugeriam a quatro deputadas americanas que “voltassem para casa” para países não especificados. Trump, por sua vez, continuou a se mostrar desafiante no episódio e voltou a criticar as congressistas do Partido Democrata.

A Câmara dos Representantes aprovou a resolução por 240 votos a 187, com apoio majoritário da oposição. Apenas quatro republicanos e um independente, Justin Amash de Michigan, votaram a favor do texto.

  • A resolução é em grande medida simbólica. Ela afirma que a Câmara “condena fortemente os comentários racistas do presidente Donald Trump que têm legitimado e elevado o medo e o ódio de novos americanos e pessoas não brancas”.

    A controvérsia começou no domingo, quando Trump usou o Twitter para criticar as deputadas, que são todas de grupos minoritários. Os democratas foram em defesa delas, as deputadas Alexandria Ocasio-Cortez (Nova York), Rashida Tlaib (Michigan), Ilhan Omar (Minnesota) e Ayanna Pressley (Massachusetts), e condenaram as mensagens como xenófobas.

    Alguns republicanos criticaram o presidente, mas os líderes partidários o defenderam nesta terça-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

    Continua após a publicidade
    Publicidade