Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Califórnia vota a favor da permanência de governador democrata em recall

Com cerca de 66% dos votos apurados, 64,2% dos californianos rejeitaram a retirada de Gavin Newson

Por Julia Braun Atualizado em 15 set 2021, 08h56 - Publicado em 15 set 2021, 08h55

A população da Califórnia foi às urnas e decidiu pela permanência do governador democrata Gavin Newson no cargo em uma votação de recall realizada na terça-feira 14. Com cerca de 66% dos votos apurados, 64,2% dos californianos rejeitaram a retirada de Newson.

“Os eleitores disseram sim à ciência, à vacina, ao direito de votar sem medo, à diversidade, à inclusão e aos direitos das mulheres”, afirmou o democrata em um discurso de comemoração da vitória.

A eleição recall foi convocada pelos republicanos do estado, que criticam Newson por sua gestão da pandemia e consideram sua atuação excessiva por haver imposto fechamento de escolas e negócios e rigoroso lockdown. Os críticos também condenam o grande aumento da população de rua, atribuído ao preço da moradia, e a projetos do democrata em favor de imigrantes sem documentos.

Comparado a um referendo sobre o político incumbente, o recall está disponível em algumas regiões dos Estados Unidos e pode ser acionado sempre que há uma oposição considerável contra o governador. Na Califórnia, é preciso um número de assinaturas de apoio igual ou maior que 12% do comparecimento da eleição anterior para acionar o mecanismo.

Os republicanos, capitaneados pelo ex-policial Orrin Heatlie, se mobilizaram nas redes sociais para levar o projeto adiante — em meio à desmotivação geral do lado democrata. Beneficiado por uma extensão do prazo (por causa da Covid-19), o abaixo-assinado caminhou e o referendo virou realidade.

A cédula apresentava duas perguntas: a primeira era se Newsom deveria ter o mandato revogado e a segunda sobre quem deveria ser o substituto. O governador precisava de maioria simples na primeira pergunta para continuar no cargo. Caso não conseguisse, o candidato mais votado na segunda pergunta seria o seu sucessor, independente da quantidade cotos recebidos.

Mas a vitória do democrata já era esperada, pois o partido tem mais eleitores registrados no estado e tem tido vitórias confortáveis nas eleições locais e presidenciais nas últimas décadas. Milhões de pessoas votaram por correio, o que permitiu uma apuração rápida pouco após o fim do horário de votação.

Continua após a publicidade
Publicidade