Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bush critica Trump e diz que governo incentiva a intolerância

O ex-presidente afirmou que Estados Unidos precisam dar mais exemplos positivos aos jovens

Por Da redação 19 out 2017, 17h38

O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush não costuma falar publicamente sobre a política americana e seus sucessores. Porém, nesta quinta-feira fez suas primeiras críticas a Donald Trump desde que o republicano assumiu o cargo, ao afirmar que o atual governo está incentivando a intolerância e o preconceito.

“A intolerância parece estar sendo encorajada. Nossa política está mais vulnerável às teorias conspiratórias e à fabricação pura”, declarou o ex-presidente durante um evento do seu Instituto George W. Bush em Nova York.

Bush não citou diretamente em seu discurso o nome de Trump, mas fez críticas contundentes sobre a situação atual do governo. “Nossos jovens precisam de modelos positivos. Bullying e preconceito na nossa vida pública autorizam a crueldade e a intolerância”, afirmou. “A única maneira de transmitir valores civis é viver de acordo com eles”.

  • O republicano citou o incentivo ao preconceito e ao nacionalismo, assim como o desvio dos valores cidadãos como causas de um colapso democrático. Bush pediu a renovação do espírito e das instituições americanas.

    “Quando perdemos de vista nossos ideais, não é a democracia que falha. O fracasso é daqueles encarregados de proteger e defender a democracia”, afirmou, acrescentando mais tarde: “Precisamos recordar e recuperar nossa própria identidade. Para renovar nosso país, precisamos lembrar de nossos valores “.

    Bush discursou após um painel de discussão entre a atual embaixadora americana nas Nações Unidas, Nikki Haley, sua antiga conselheira de segurança nacional e a secretária de Estado Condoleeza Rice e a secretária de Estado do governo de Bill Clinton, Madeleine Albright.

    Continua após a publicidade
    Publicidade