Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Britânicos decidirão em 23 de junho se permanecem na UE

Premiê David Cameron defendeu que a população vote pela permanência no bloco

O primeiro-ministro britânico David Cameron anunciou que o referendo sobre a permanência da Grã-Bretanha na União Europeia ocorrerá em 23 de junho. Ele discursou neste sábado, dia seguinte ao anúncio do acordo que dará à Grã-Bretanha um “status especial” dentro da UE.

Cameron reiterou que os britânicos ficarão “mais fortes, mais seguros e mais prósperos dentro de uma União Europeia reformada”. “Nosso paós poderia sobreviver fora da UE, isso não é a questão. Mas deixar a UE ameaça nossa economia e nossa segurança”, afirmou.

Segundo Cameron, a consulta será “uma das decisões mais importantes deste país”. Defendendo o “sim”, o premiê britânico ressaltou que as concessões obtidas por ele dos líderes europeus na sexta-feira darão ao país “o melhor dos dois mundos”. “A decisão é sobre o tipo de país que queremos ser”, afirmou Cameron, que advertiu aos partidários da saída do bloco que o que estão propondo “é um risco em um momento de incerteza, e um salto no vazio”. Ele fez questão de salientar que o país jamais passará a utilizar o euro como moeda.

O referendo para decidir o futuro da Grã-Bretanha na UE foi um dos principais temas da campanha eleitoral que reelegeu o Partido Conservador, de Cameron. Uma possível saída da segunda economia do bloco europeu (atrás somente da Alemanha) teria consequências econômicas e políticas imprevisíveis, com o risco da ação incentivar outros países a também deixar a UE.