Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasileiro confessa ter esquartejado família na Espanha

Patrick Gouveia é acusado de esquartejar seus tios e os dois filhos do casal, de 1 e 4 anos

Por Da redação - Atualizado em 21 out 2016, 15h10 - Publicado em 21 out 2016, 13h57

O brasileiro François Patrick Nogueira Gouveia confessou, nesta sexta-feira, à Guarda Civil espanhola que foi o responsável pelo assassinato de seus tios e os dois primos, crianças de 1 e 4 anos. O crime aconteceu em uma casa do município de Pioz, na província de Guadalajara, a 60 quilômetros de Madri.

De acordo com fontes da investigação,  o jovem de 20 anos não apresentou muitos detalhes sobre o caso, pois ainda vai prestar uma declaração perante um juiz de Guadalajara. Desde 22 de setembro há uma ordem de detenção internacional contra Patrick, emitida pela Justiça espanhola. No início de outubro, a Polícia Federal brasileira informou que, conforme a legislação nacional, não acataria o pedido espanhol de prisão.

Mesmo assim, Patrick decidiu voltar à Espanha, onde chegou na quarta-feira, e se entregar voluntariamente às autoridades europeias, depois de conversas que os investigadores da Guarda Civil mantiveram com sua família no Brasil. Tudo parece indicar que, na decisão do jovem de se entregar às forças de segurança espanholas, pesou a convicção de que ele teria um julgamento mais objetivo na Espanha e uma detenção diferente da que teria nas prisões brasileiras.

Os corpos do casal Gouveia e das duas crianças foram encontrados em uma casa em setembro, depois que um vizinho alertou sobre o mau cheiro perto da casa da família, o que fez suspeitar que teriam sido assassinados semanas antes. Sobre as possíveis penas, a promotora-chefe de Guadalajara, Dolores Guiard, disse que o Código Penal estabelece que os assassinatos de crianças menores de 16 anos são penalizados com prisão permanente, que pode ser revisada depois de um tempo.

Publicidade