Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Brasileira vai ao Havaí e é pega de surpresa por furacão

Batizado de Lane, o fenômeno deve alcançar o Havaí nesta tarde; autoridades e hotéis alertam a população e se preparam para enfrentar possíveis danos

Por Julia Braun Atualizado em 24 ago 2018, 22h02 - Publicado em 24 ago 2018, 17h44

No último sábado (18), a brasileira Emy Magalhães e seu namorado americano viajaram para Honolulu, no Havaí, onde aproveitariam as férias também para se casar. Os recém-casados, porém, foram pegos de surpresa pela passagem do furacão Lane pelo arquipélago.

O casal conseguiu visitar alguns pontos turísticos, mas muitos estabelecimentos estão fechados, as autoridades locais estão esvaziando as praias e os alertas sobre a chegada do furacão não param de soar.

Emy, de 29 anos, está hospedada em Honolulu, a capital do estado do Havaí. A brasileira conta que todas as empresas de passeios turísticos da região suspenderam suas atividades até a passagem do furacão.

O furacão Lane se encontra atualmente a aproximadamente 273 quilômetros de Honolulu, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos (NOAA). Ele foi rebaixado pelo centro de furacão categoria 5 – com velocidade de igual ou superior a 252 km/h – para categoria 3 – de 178 a 208 km/h.

Cinco ilhas do Havaí – Oahu, Maui, Lanai, Malokai e Kahoolawe – estão sob alerta de furacão. Segundo as previsões dos meteorologistas, o fenômeno deve passar pelo Havaí ainda durante a tarde desta sexta (horário local).

Na quinta-feira (23), mais de 30 centímetros de chuva caíram sobre o lado oriental da Ilha Havaí, a maior do arquipélago, provocando inundações, deslizamentos e uma pesada ressaca.

  • O hotel em que Emy está hospedada, o Waikiki Beach Marriott Resort & Spa, também já se prepara para a tempestade, apesar do clima nesta sexta-feira (24) ainda estar ensolarado. Uma de suas salas de conferência foi transformada em abrigo para os hóspedes.

    “O pessoal do hotel trouxe toda a mobília da sacada para dentro do quarto pois, com a força da chuva e do vento, os móveis podem quebrar as portas de vidro”, conta Emy. “Mas nós planejamos ficar no quarto. Muita gente fica desesperada e muito impressionada, então achamos melhor ficar no quarto mesmo.”

    “Nós estamos mais sossegados”, completa a brasileira natural de São Paulo que mora há 9 anos nos Estados Unidos.

    View this post on Instagram

    …and they are here! (https://www.google.com/amp/s/www.nbcsandiego.com/news/local/Local-Firefighters-Arrive-in-Hawaii-to-Help-Prepare-for-Incoming-Hurricane-Lane-491484621.html%3famp=y) #hurricanelane #hurricaneready

    Continua após a publicidade

    A post shared by Emy (@emyyme14) on

    Para os que vão permanecer em seus apartamentos, o hotel recomendou encher as banheiras com água, para se prevenirem de um corte no fornecimento.

    Emy e o marido moram na capital dos Estados Unidos, Washington. Eles têm o voo de volta marcado para a manhã de sábado (25), mas ainda não sabem se será confirmado por causa das condições climáticas.

    As companhias aéreas que operam voos para o Havaí estão oferecendo trocas de voos sem pagamento de taxas para seus clientes.

    Compra de suprimentos e gasolina

    Emy conta que, na quinta-feira (23), saiu com o marido para ir até um supermercado. Segundo ela, as prateleiras de comida enlatada estavam quase vazias. Porém, ao contrário do que havia sido noticiado pela imprensa, ainda havia água e gasolina disponível nos postos da ilha.

    Pela tarde, alguns surfistas ainda estavam nas praias. Contudo, bombeiros com megafones passaram pelas ruas alertando para o perigo e pedindo às pessoas que saíssem da água.

    Moradores do arquipélago estão colocando sacos de areia nas portas de suas casas e fitas adesivas nas janelas para evitar as inundações e os grandes estragos causados pelo vento.

    Trinta e cinco membros da Força Especial 8, da Califórnia, foram enviados ao Havaí para a chegada do furacão. A força é especializada em busca e resgate urbano.

    Emy diz que seus familiares, no Brasil, estão preocupados com as chuvas e ventos. Para tranquilizá-los, tem enviado fotos e vídeos constantemente, mostrando como as autoridades e o hotel estão se preparando para qualquer adversidade.

    Continua após a publicidade
    Publicidade