Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil rejeita a presidência da Venezuela no Mercosul

Em carta aos países-membros, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, afirmou que a presidência do bloco está vaga

O Brasil se uniu ao Paraguai e deixou claro que não reconhece a Venezuela como atual presidente do Mercosul, devido à grave crise política e econômica que assola o país petroleiro. Em carta enviada aos outros países-membros, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, enfatizou que “não houve decisão consensual” sobre a Venezuela assumir o posto e, portanto, a liderança pro tempore do bloco está vaga.

O Mercosul encontra-se em um impasse desde a última sexta-feira, quando o Uruguai deu por concluído seu período na presidência, sem anunciar a transferência para qualquer outro membro. Brasil e Paraguai não aceitam que a Venezuela assuma o posto, que é rotativo e deveria ser ocupado durante seis meses por cada sócio, em ordem alfabética. Mesmo assim, o país de Nicolás Maduro negou os protestos e se “autoproclamou” líder.

De acordo o jornal O Estado de S. Paulo, Serra comentou em sua carta que a Venezuela não cumpriu com “disposições essenciais” para os membros do bloco. O ministro também criticou a decisão do Uruguai de deixar oficialmente o cargo – demonstrando que não rejeita a liderança venezuelana –, o que, segundo Serra, “gera incerteza e impõe a necessidade de adoção de medidas pragmáticas”.

Leia também:
Paraguai não reconhece presidência venezuelana no Mercosul
Uruguai contraria membros do Mercosul e confirma que passará presidência do bloco à Venezuela

Nesta segunda-feira, o chanceler paraguaio, Eladio Loizaga, disse que irá dirigir o bloco regional junto com Brasil e Argentina, uma solução que não foi reconhecida pelos venezuelanos. Já a chanceler argentina, Susana Malcorra, propôs uma reunião formal para resolver o impasse.

“Não existem argumentos jurídicos que evitem que a Venezuela assuma a presidência”, declarou a ministra venezuelana das Relações Exteriores, Delcy Rodríguez. “É a tríplice aliança, que pretende reeditar o Plano Condor”, sentenciou, em referência ao sistema coordenado entre as ditaduras do Cone Sul durante os anos 1970 e 1980. Segundo Rodríguez, o país “vai exercer o que lhe corresponde por direito”.

(Com AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O Brasil tem moral ??

    Curtir

  2. Como a Venezuela quer exercer a presidência do Mercosul se não consegue nem administrar o seu país? A Venezuela nem era para fazer parte do bloco, mas a imposição de Hugo Chávez (que inclusive, pressionou publicamente o congresso nacional brasileiro) resultou na sua admissão, mesmo não sendo um país verdadeiramente democrático. Agora, que não tem governo e o povo está à beira de uma guerra civil a Venezuela insiste em ser presidente do Mercosul? Com que credibilidade? É o começo do fim do Mercosul

    Curtir

  3. Guilherme Gonçalves

    O Brasil deveria renunciar definitivamente ao Mercosul. Já, a partir do encontro do Sarney com o Presidente Alfonsin em Foz do Iguaçu na década de 1980, o mercado comum sul-americano todos sabiam que o sistema nascia morto. O Mercosul nunca deu dividendos para nenhum dos sócios. E nao adianta fazer negócios em familia quando dois ou tres irmãos mantém processos judiciais em suas costas!

    Curtir

  4. Guilherme Gonçalves

    o Ministro Serra deverá se manter firme e avisar a seu colega Nin Novoa, do Uruguai, que nao adianta bancar o valente e defender os “irmaos” da Venezuela, defendo filosofias ao estilo “Pepe” Mujica. Brasil e Argentina mudaram o rumo, e quem quiser seguir os grandes do continente que fique atento e deixe de fazer figurinha bonita para a Russia. Populismo já era, nao deu certo.

    Curtir

  5. Guilherme Gonçalves

    O Brasil ficou desmoralizado com o governo do PT. O Brasil deixou de ser potencia economica mundial. O Brasil deixou de ter moral, mostrando ao mundo que a Petrobras foi roubada literalmente pelos petistas a mando do senhor Lula da Silva. O Brasil deverá banir o PT do âmbito político para mostrar de novo ao mundo que o país sempre foi mais sério do que aparentou durante doze anos de Petismo delinquente e corruto.

    Curtir

  6. Mauro Pinhat

    É filme de terror. Esquerdistas imprestáveis a defender tiranias que tanto dizem combater. Só comprovante de que os militares estavam certos. Pena que sobraram esquerdistas

    Curtir

  7. Micky Oliver

    Pare de bancar o banana e expulse a Venezuela do bloco! Ajam como país sério e grande que é!

    Curtir