Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil promete isentar Uruguai de IPI maior sobre carros

O governo brasileiro prometeu nesta terça-feira isentar carros produzidos no Uruguai da cobrança diferenciada do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ao final de seis horas de reunião em Brasília com representantes do governo uruguaio.

Pelo acordo, o Brasil exigirá apenas 35% de componentes nacionais aos carros produzidos no Uruguai para isentá-los do IPI diferenciado, contra a exigência de 65% para os demais.

“As autoridades dos dois países coincidiram quanto à importância de uma resposta conjunta frente aos desafios do atual cenário econômico internacional. Reiteraram, nesse sentido, o entendimento comum sobre a necessidade de preservar a estrutura produtiva e os empregos na região, em particular no setor industrial”, afirma a nota divulgada ao final do encontro.

Brasil e Uruguai acertaram ainda integrar suas cadeias produtivas no setor automobilístico para aumentar a incorporação de conteúdo regional nos dois lados da fronteira.

O governo brasileiro adotou um aumento de 30% no IPI sobre carros importados para proteger a indústria nacional da invasão de veículos produzidos na Ásia, especialmente na China, mas a medida atingiu o Uruguai. A decisão só não afetou Argentina e México, países com os quais o Brasil tem acordos automotivos.